Frederico Machado, diretor do filme “Lamparina da Aurora”, foi o entrevistado desta terça-feira no Santo de Casa

0

O Santo de Casa desta terça-feira (14), entrevistou o diretor Frederico Machado, que falou um pouco sobre o filme “Lamparina da Aurora”, que estreará nacionalmente no próximo dia 30.

O filme é baseado na obra poética de Nauro Machado, pai de Frederico, o filme é todo narrado pelo poeta Nauro Machado, que fez este trabalho antes do seu falecimento. A trama narra a história de uma casal de idosos no interior do Maranhão que recebem a visita de um jovem toda a noite, o gênero do filme é o suspense, no longa não há diálogos, somente a narração e os sons ambientes das cenas.

O longa foi filmado em um casario antigo aqui na cidade de São Luís, o diretor esclareceu que a filmagem durou em torno de 20 dias e que a equipe técnica é toda maranhense, em sua maioria da escola Lume.

O elenco do filme é composto por três grandes atores, Buda Lira, Antônio Sabóia e Vera leite, a trama gira em torno apenas dos três que se comunicam entre si, em todas as cenas de forma tão concreta que dispensa a oralidade, além disso, todos os atores têm participação como produtores associados, o longa foi produzido com recursos próprios e conquistou um recurso pela ANCINE para a distribuição.

Lamparina da Aurora é o terceiro longa do diretor, segundo ele os filmes refletem muito as obras do seu pai, e assim como as obras, seus filmes também conversam uns com os outros, a ideia é eles se complementarem.

Frederico declarou que no próximo dia 04 de Dezembro já vai iniciar a gravação de um novo longa, e será gravado próximo a cidade de Raposa com um elenco também muito muito experiente.

O diretor falou ainda que o “Lamparina da Aurora” é uma obra com muita verdade e carinho, e ele espera que tenha um ótimo público nas salas de cinema, pois o longa vem recebendo muitas críticas positivas e uma aceitação grande pelos festivais que tem passado.

Lamparina da Aurora estreia dia 30 de Novembro em todos os cinemas do Brasil.

COMPARTILHAR.

ESCREVA UM COMENTÁRIO